Resenha: Á Procura de Audrey, Sophie Kinsella

Olá meninas!

A resenha de hoje atrasou um pouquinho, mas aqui está.

Sinopse: Audrey é uma adolescente comum, igualzinha a tantas. Com 14 anos, estuda, se apaixona, entra em conflito com os pais, sonha, confia nas amigas. Até que começa a ser vítima de bullying. No início, parecia apenas uma pequena implicância, mas a provocação vai aumentando. Logo, a menina não consegue mais frequentar o colégio, nem ao menos sair de casa. O diagnóstico? Transtorno de ansiedade social, transtorno de ansiedade generalizada e episódios depressivos. 
Com a ajuda da Dra. Sarah, Audrey começa um lento, mas decisivo, caminho rumo à recuperação. E quando conhece Linus, parceiro de games do irmão, ela sente uma ligação. Seu sorriso de gominho de laranja é encorajador, e eles podem conversar sobre tudo: ansiedades, sonhos, medos. Ainda que de forma não muito convencional no início. Mesmo com as ressalvas da médica, a amizade se aprofunda — em meio a visitas ao Starbucks e pequenos desafios. Em pouco tempo, evolui para um romance que vai afetar toda a família. Por fim a normalidade parece apenas a um passo de distância. À procura de Audrey é um romance inspirador sobre família, primeiro amor e depressão.

Saraiva

Há alguns meses atrás muita gente estava falando desse livro e eu, curiosa que sou, não podia deixar de ler, né? Eu mal li a sinopse antes de começar a ler, então não tinha nem ideia do que esperar da história... E acabei me surpreendendo bastante com o quanto gostei.

Por tratar de um assunto meio delicado, que é as dificuldades que quem sofre de transtornos psicológicos enfrenta, esse livro é ótimo pra acabar com aquele preconceito que quem tem esse tipo de doença sofre - quem é que não conhece alguém que acha que é só frescura e que a pessoa tem tal doença porque "quer", não é mesmo? 

O caso da Audrey é bem complicado e sério, mas com a ajuda da família e, principalmente, de Linus ela consegue aos poucos superar todos os seus medos e ansiedades. Isso mostra o quanto é importante dar apoio à quem sofre com esse tipo de coisa ao invés de apenas julgar.

A capa é muito linda, porque além de ter uma combinação de cores super fofa mostra como a Audrey se "esconde" do mundo. Eu adorei o livro, mas a única coisa que eu achei que ficou faltando foi a história do que aconteceu com ela no colégio, fiquei bem curiosa para saber.


E ai, já leram? Me contem ai.

Beijos!
- Mel

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O quê achou da nossa postagem? Gostou? Não se esqueça de deixar o seu comentário.

Não perca nenhum post!